O (Des)Interesse das Gurias pela Ciência em uma Escola Pública de Canoas/RS

Autores

  • Cassiane Plack da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS
  • Jaqueline Terezinha Martins Corrêa Rodrigues Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS
  • Carina Loureiro Andrade Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS
  • Mariana Lima Duro Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS
  • Simone Maffini Cerezer Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Palavras-chave:

Meninas na ciência, Ciência no ensino básico, Desigualdade de gênero na ciência

Resumo

Com o objetivo de compreender como as meninas (“gurias” aqui no Rio Grande do Sul) do ensino básico entendem a ciência e o papel das mulheres nas ciências exatas, engenharia e informática, o projeto Gurias fazendo ciência realizou, em suas etapas iniciais, um levantamento junto a uma escola estadual localizada em um bairro da periferia de Canoas/RS. Este levantamento foi realizado através de um questionário que foi aplicado nos meses de junho e julho de 2019 para os estudantes de todos os gêneros do 9º ano do ensino fundamental e dos três anos do ensino médio, nos turnos da manhã e noite. Os resultados foram obtidos a partir de uma análise e pode-se destacar que a maioria dos estudantes participantes têm a imagem de um homem branco, de óculos e jaleco, como cientista. Com isso, conclui-se que a imagem do cientista precisa ser reconstruída, a pesquisa científica e suas possibilidades, que vão além dos temas discutidos nas disciplinas escolares, precisam ser abordadas com mais frequência para que este estigma social seja rompido.

Biografia do Autor

Cassiane Plack da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Estudante de Licenciatura em Matem´ática do o Instituto Federal de Educação,
Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS)

Jaqueline Terezinha Martins Corrêa Rodrigues, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Com o objetivo de compreender como as meninas (“gurias” aqui no Rio Grande do Sul) do ensino básico entendem a ciência e o papel das mulheres nas ciências exatas, engenharia e informática, o projeto Gurias fazendo ciência realizou, em suas etapas iniciais, um levantamento junto a uma escola estadual localizada em um bairro da periferia de Canoas/RS. Este levantamento foi realizado através de um questionário que foi aplicado nos meses de junho e julho de 2019 para os estudantes de todos os gêneros do 9º ano do ensino fundamental e dos três anos do ensino médio, nos turnos da manhã e noite. Os resultados foram obtidos a partir de uma análise e pode-se destacar que a maioria dos estudantes participantes têm a imagem de um homem branco, de óculos e jaleco, como cientista. Com isso, conclui-se que a imagem do cientista precisa ser reconstruída, a pesquisa científica e suas possibilidades, que vão além dos temas discutidos nas disciplinas escolares, precisam ser abordadas com mais frequência para que este estigma social seja rompido.

Carina Loureiro Andrade, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Mariana Lima Duro, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Simone Maffini Cerezer, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Downloads

Publicado

2021-09-22

Como Citar

PLACK DA SILVA, C. .; MARTINS CORRÊA RODRIGUES, J. T. .; LOUREIRO ANDRADE, C. . .; LIMA DURO, M. .; MAFFINI CEREZER, S. . O (Des)Interesse das Gurias pela Ciência em uma Escola Pública de Canoas/RS. Seminário Virtual da Mulher, [S. l.], 2021. Disponível em: https://anais.eventos.iff.edu.br/index.php/svmulher/article/view/34. Acesso em: 17 jul. 2024.