O rio Paraíba do Sul é nosso

somente com informação a cidadania ambiental será plena!

Autores

  • Adriane Nunes de Souza Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Ana Luiza da Silva Pereira Vaz Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Carlos Eduardo Veiga de Carvalho Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Caroline Pereira Henrique de Souza Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Guilherme Souza Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Lucas Henrique Cortat Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Marcos Sarmet Moreira de Barros Salomão Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Paulo Pedrosa Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Vitória Ingrid Ferreira da Silva Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Palavras-chave:

Rio Paraíba do Sul, Qualidade de água, Itaocara, Divulgação científica

Resumo

Atualmente relacionamos a qualidade da água com questões ligadas ao saneamento básico, que é um direito de toda população. Sem o saneamento poluímos córregos e rios comprometendo a qualidade das águas, afetando a saúde da população e a biodiversidade. Este estudo apresenta resultados de oito meses de monitoramento da qualidade da água em três pontos da bacia do Rio Paraíba do Sul (RPS) na cidade de Itaocara, RJ, considerando: a sua montante; no córrego Caxias, afluente do RPS; e a jusante da cidade. A qualidade da água foi classificada dentre cinco categorias, ótima, boa, regular, ruim ou péssima, através do cálculo de um índice que levou em consideração dados de temperatura da água, pH, oxigênio dissolvido (OD), resíduo total, demanda bioquímica de oxigênio (DBO), coliformes termotolerantes, N-total, P-total e turbidez. As análises foram realizadas utilizando kits fornecidos pela organização não governamental S.O.S Mata Atlântica (projeto “Observando os Rios”). Os resultados mostraram que a qualidade das águas variou, sendo predominantemente classificadas como: boa, a montante da cidade; péssima, no córrego Caxias e regular, a jusante da cidade de Itaocara. Esses resultados indicam que a cidade de Itaocara contribui negativamente para a qualidade das águas do RPS. Visando comunicar essa informação científica ao cidadão local, de forma acessível, simples e direta, foi criado um mural público na cidade. Através desse mural, acreditamos, a comunidade estará apta a perceber as variações de qualidade das águas do RPS numa conexão participativa com a cidade de Itaocara. Em outras palavras, no que se refere ao RPS, esse processo de informação pública deverá contribuir para uma cidadania ambiental mais interligada, plena e efetiva por parte da população de Itaocara, sendo, possivelmente, um exemplo metodológico a ser aplicado em outras localidades e municípios.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2022-07-08

Como Citar

NUNES DE SOUZA, A. .; SILVA PEREIRA VAZ, A. L. da; VEIGA DE CARVALHO, C. E.; PEREIRA HENRIQUE DE SOUZA, C. .; SOUZA, G. .; CORTAT, L. H. .; SARMET MOREIRA DE BARROS SALOMÃO, M. .; PEDROSA, P. .; FERREIRA DA SILVA, V. I. . O rio Paraíba do Sul é nosso: somente com informação a cidadania ambiental será plena!. Mostra de Extensão IFF - UENF - UFF - UFRRJ, [S. l.], v. 13, 2022. Disponível em: https://anais.eventos.iff.edu.br/index.php/mostradeextensao/article/view/854. Acesso em: 13 jul. 2024.