Ensino remoto em tempos de pandemia

formação continuada e práticas investigativas visando letramento científico para alunos e professores do ensino básico

Autores

  • Gustavo Glória Viana Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
  • Carlos Andre Tavares Chagas Maricá Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
  • Brenda Siqueira Rangel Fernandes Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
  • Carolina do Espírito Santo Mendes Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
  • Danyelle de Paula Martins Barros Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
  • Renato Augusto DaMatta Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)

Palavras-chave:

Letramento científico, Ensino remoto, Práticas investigativas, Formação continuada

Resumo

Com a pandemia do coronavírus, a melhoria na qualidade do ensino de ciências no Brasil tem sido mais desafiadora. Atuamos na formação continuada de professores em aulas práticas investigativas que letrem cientificamente os alunos, realizando curso de formação continuada para professores e alunos de graduação em ciências. Desenvolvemos aulas práticas investigativas remotas (GoogleClassroom) com alunos do Colégio Estadual Dr. Sylvio Bastos Tavares (CESBT). O curso teve 4 módulos disponibilizando conteúdos e questionários para 33 participantes. Além de outros conteúdos, analisamos o conhecimento sobre método (MC) e letramento científico (LC). Inicialmente 58% responderam saber sobre MC e 51% descreveram-o de forma correta; no questionário final 64% responderam corretamente. Sobre LC, inicialmente 42% responderam saber, mas somente 5% definiram corretamente; no questionário final 75% definiram corretamente. Para alunos do ensino médio do CESBT realizamos 3 aulas práticas investigativas via GoogleClassroom. No tema “transformações dos materiais”, tivemos 56 questionários iniciais respondidos e 59 no final, inicialmente 57% de respostas corretas e 69% de respostas corretas ao final. Sobre “sistema digestório”, obtivemos 45 questionários iniciais respondidos e 52 no questionário final, incialmente 33% de respostas corretas e 52% de respostas corretas ao final. No tema “origem da vida” obtivemos 48 questionários iniciais respondidos e 56 no questionário final, havendo inicialmente 54% de respostas corretas e 82% no questionário final. Observamos aumento de respostas corretas através de questões que avaliam letramento científico em comparação as que avaliam conteúdo. Ainda observamos que 56% de respostas foram copiadas de sites sendo essa uma problemática do ensino remoto. Apesar das dificuldades para acompanhamento das aulas remotas, alunos do ensino básico vem se adaptando a essa modalidade de ensino. Existe necessidade de aulas que letrem cientificamente os alunos. Mesmo com baixa presença, atividades remotas são fundamentais para os estudos e contato dos alunos participativos no projeto.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2022-07-08

Como Citar

GLÓRIA VIANA, G. .; TAVARES CHAGAS MARICÁ, C. A. .; SIQUEIRA RANGEL FERNANDES, B. .; ESPÍRITO SANTO MENDES, C. do; PAULA MARTINS BARROS, D. de; AUGUSTO DAMATTA, R. . Ensino remoto em tempos de pandemia: formação continuada e práticas investigativas visando letramento científico para alunos e professores do ensino básico. Mostra de Extensão IFF - UENF - UFF - UFRRJ, [S. l.], v. 13, 2022. Disponível em: https://anais.eventos.iff.edu.br/index.php/mostradeextensao/article/view/837. Acesso em: 19 jul. 2024.