A promoção da acessibilidade em neuropsicologia através das redes sociais

Autores

  • Suelen Fernanda Valentim Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Clara Viana Magalhães Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Anne Caroline de Oliveira Menezes Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Fernanda Lemes Batista Magalhães Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Letícia Rangel Aguiar Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Fernanda Rabelo Cursino Santos Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Raquel Nogueira da Cruz Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Gabriela Souza Silva Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Cecília Souza Oliveira Universidade Federal Fluminense - UFF

Palavras-chave:

Neuropsicologia, Acessibilidade, Instagram

Resumo

A neuropsicologia é muito recente na psicologia brasileira, ao surgir como especialização somente em 2004. A promoção de um acesso descomplicado a neuropsicologia é importante devido à complexidade de informações que ela possui e da escassez com que são oferecidas aos cursos superiores, pois, além de atuais, muitas especializações da área são pagas. Portanto, fez-se necessário buscar formas de tornar a neuropsicologia mais compreensível, também com relação a sua aplicabilidade. Com foco em futuros psicólogos e psicólogos já formados, o projeto procura oferecer o conhecimento das neurociências em uma linguagem adaptada para seu público. Tendo em mente que a comunicação virtual é a mais segura durante o momento pandêmico, o seguinte método foi utilizado: unindo costumes habituais dos mais jovens ao uso de redes sociais e a neuropsicologia, foi criado um perfil de linguagem de fácil acesso e com conteúdos diversos na área da cognição. Assim, 1) são propostos temas atuais e de interesse do público alvo, visando promover e facilitar a inclusão, 2) a equipe seleciona instrumentos de base para as publicações que desejam, sendo artigos científicos, materiais e/ou artes que possuam correlação com os temas e 3) os posts são formulados para serem descontraídos e se adaptarem a rede social escolhida, buscando serem informativos e com base científica. É possível notar o acolhimento do público ao projeto com o aumento do alcance do perfil e das interações. Nota-se, contudo, a necessidade da continuidade de atividades que proponham a acessibilidade a neuropsicologia, visto que, a vastidão apresentada pela mesma é identificada frequentemente e tem muito ainda a ser conhecido.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2022-07-08

Como Citar

FERNANDA VALENTIM, S.; VIANA MAGALHÃES, C.; OLIVEIRA MENEZES, A. C. de; LEMES BATISTA MAGALHÃES, F.; RANGEL AGUIAR, L.; RABELO CURSINO SANTOS, F.; NOGUEIRA DA CRUZ, R.; SOUZA SILVA, G.; SOUZA OLIVEIRA, C. A promoção da acessibilidade em neuropsicologia através das redes sociais. Mostra de Extensão IFF - UENF - UFF - UFRRJ, [S. l.], v. 13, 2022. Disponível em: https://anais.eventos.iff.edu.br/index.php/mostradeextensao/article/view/1453. Acesso em: 18 jul. 2024.