Vulnerabilidade socioambiental e sanitária

zoonoses e suas implicações na qualidade de vida de assentados rurais no Norte e Noroeste Fluminense

Autores

  • Pedro Henrique Rezende de Oliveira Universidade Estadual do Norte Fluminense - UENF
  • Amanda Mello da Silva Oliveira Universidade Estadual do Norte Fluminense - UENF
  • Lucas Vardiero Berizonzi Universidade Estadual do Norte Fluminense - UENF
  • Tatiana Cruz Siqueira de Carvalho Universidade Estadual do Norte Fluminense - UENF
  • Olney Vieira da Motta Universidade Estadual do Norte Fluminense - UENF

Palavras-chave:

Microrganismos patogênicos, Saúde Pública, Resistência microbiana

Resumo

As populações carentes das áreas urbanas ou rurais são mais vulneráveis a diversas infecções através do contato com agentes patogênicos encontrados em ambientes contaminados, no manejo inadequado dos animais e seus resíduos. Este trabalho objetivou o isolamento de bactérias multirresistentes em amostras provenientes de animais, de água de bebedouros, além de investigar a presença de fungo Sporothrix spp. em assentamentos rurais localizados na região Norte Fluminense. As amostras analisadas foram provenientes de animais que possuem contato diário com seus proprietários, sendo considerados de produção ou estimação. Além disso, os moradores das propriedades visitadas foram advertidos acerca de medidas higiênico-sanitárias, sobre os riscos das zoonoses, além do que elas são, perigo do uso indiscriminado de antibióticos e manejo animal. As famílias visitadas nos assentamentos, responderam a um questionário. A análise dos questionários demonstrou que mais da metade dos entrevistados (60%), possui ensino fundamental incompleto e desconhecem os riscos de transmissão de microrganismos com potencial zoonótico, o que aumenta a probabilidade de contaminação durante o manejo dos animais domésticos e de produção. Foram isoladas 29 bactérias que possuem potencial zoonótico, sendo a maioria provenientes de cães (79,3%) seguido de aves (13,8%) e equinos (6,9%). As Gram-positivas foram isoladas em menor proporção (27,6%) e osgêneros Staphylococcus spp. e Streptococcus spp. foram identificados nesse isolamento. As Gramnegativas representaram a maior parte dos microrganismos isolados (72,4%), sendo mais da metade pertencente à família Enterobacteriaceae (51,7%) e a família Pseudomonadaceae foi isolada em menor quantidade (20,7%). Do total de bactérias isoladas, 37,9% apresentaram resistência a no mínimo um antimicrobiano. O caráter de multirresistência (resistência acima de três antimicrobianos) foi observado em 18,1% das bactérias resistentes. Devido a pandemia de Covid-19, foram realizados trabalhos educacionais via internet, sendo difundido através das redes sociais por publicação de textos, vídeos e lives.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2022-07-08

Como Citar

REZENDE DE OLIVEIRA, P. H.; MELLO DA SILVA OLIVEIRA, A.; VARDIERO BERIZONZI, L.; CRUZ SIQUEIRA DE CARVALHO, T.; VIEIRA DA MOTTA, O. Vulnerabilidade socioambiental e sanitária: zoonoses e suas implicações na qualidade de vida de assentados rurais no Norte e Noroeste Fluminense. Mostra de Extensão IFF - UENF - UFF - UFRRJ, [S. l.], v. 13, 2022. Disponível em: https://anais.eventos.iff.edu.br/index.php/mostradeextensao/article/view/1408. Acesso em: 12 jul. 2024.